A estrutura Mákina de Cena, sediada em Loulé, desafia os criadores literários a escrever neste período de confinamento sobre um futuro depois da pandemia Covid-19. O prazo termina a 30 de Junho.

“Slash Forward” é o nome do desafio lançado na terça feira, dia 9, e celebra os três anos de atividade da estrutura, com o objetivo de “cortar e avançar no tempo”, como o próprio nome indica.

"Somos naturalmente curiosos e alimentamo-nos da observação do outro e da vida. Quando isso nos foi tirado, ficámos como que em 'síndrome de abstinência': o que estarão as pessoas a sentir, a fazer, a pensar? O que está a mudar nelas e, consequentemente, em nós? Quisemos conhecer a forma como o mundo interior dos outros se expressa. Temos a ideia de que, no primeiro confinamento, existia uma espécie de novidade nisto de pandemias e quarentenas, enquanto que este segundo confinamento parece pesar mais e suscitar emoções diferentes. A escrita pareceu-nos o veículo ideal para esta iniciativa, mas precisávamos de um desafio que motivasse as pessoas a participar de forma construtiva, num exercício de esperança e otimismo. Queremos tirar as pessoas deste presente e projetá-las para o futuro. Achámos que podíamos proporcionar às pessoas um cheirinho dessa evasão e, ao mesmo tempo, ter acesso às suas visões do mundo. ", explicou Patrícia Amaral, uma das responsáveis pela iniciativa, ao Gerador.

A direção de produção da Mákina de Cena afirma querer ver respondidas algumas perguntas como: “o que se imagina para o fim desta pandemia?", "como será a Humanidade de amanhã?", "como serei eu amanhã?", "que respostas procuro no futuro?”.

O desafio, com prazo de entrega até dia 30 de Junho, distingue-se com dois escalões: o júnior – dos 10 aos 14 –, e o sénior – dos 15 em diante -, e está aberto a todos os que têm algo a dizer através da escrita, em português.

Os textos selecionados serão alvo de edição, em formato de antologia, tendo sido lançado um desafio aos alunos da ETIC Algarve para criarem propostas para a capa da obra, que será publicada a partir de setembro.

O júri será composto pela diretora regional de Cultura do Algarve, Adriana Freire de Nogueira, pela escritora Lídia Jorge e por Patrícia Amaral, da parte da Mákina de Cena.

O regulamento e mais informações podem ser obtidas na página oficial e nas redes sociais da Mákina de Cena.

Data: Até 30 de Junho
Fotografia disponível via Pexels

Iniciativa literária