Está a chegar a crónica ideal para descobrires o resultado do cruzamento entre teatro e gastronomia, literatura e música popular ou mesmo entre cinema e escultura.

A partir do dia 22 de fevereiro as Palavras Cruzadas da Cultura Portuguesa, da autoria de Mário Bernardo Matos, invadem a cada 15 dias, ao sábado, o site do Gerador.

E porque a Revista Gerador 29, nas bancas, é dedicada ao cinema documental português, inauguramos esta crónica com uma edição especial dedicada a cinema português onde poderás testar os teus conhecimentos sobre os filmes, realizadores ou mesmo atores nacionais. Podes jogar diretamente no nosso site ou, se preferires, imprimir o jogo e resolver tudo à moda antiga, de papel e caneta na mão.

Mas, afinal, qual a origem das palavras cruzadas?

Segundo o autor da crónica, Mário Bernardo Matos, "muito se tem dito sobre a origem das palavras cruzadas sem que, contudo, se tenha chegado ainda a uma conclusão definitiva. O Diário Popular (jornal da tarde, de Lisboa) noticiava, no dia 7 de novembro de 1948, a morte do jornalista inglês Arthur Wynne, considerando-o, nessa notícia, como o inventor das Palavras Cruzadas, pois foi ele que, quando imigrado na América, publicou pela primeira vez um problema de Palavras Cruzadas num jornal de Nova Iorque.".

Essa publicação terá sido feita, segundo o Oxford Encyclopedic English Dictionary (pág. 346, na sua edição de 1991), no jornal de domingo New York World a 21 de dezembro de 1913. No entanto, segundo o autor, apenas em 1924 é que este passatempo começou a aparecer em jornais europeus. "E hoje, como se sabe, raros são os jornais ou revistas que não publicam problemas de Palavras Cruzadas".

O Gerador, claro, não podia ficar de fora ;-)