O Gerador foi desafiado a programar um dia do festival Conversas na Rua, um projeto da Câmara Municipal da Amadora que procura promover, no espaço público, o encontro entre a comunidade local e a arte urbana.

No sábado, 7 de setembro, o espaço Fernando Relvas, mais conhecido como Logradouro dos Recreios da Amadora, foi o palco escolhido para a exposição, workshop, leitura encenada, conversa e concerto programados.

O dia arrancou às 17h com a exposição Se as paredes falassem, 2019 da artista Andreia Mayer, que partilhou com todos a sua visão das obras de arte pública criadas em anos anteriores do festival. Às 18h, a bordo da sua bicicleta, o Atelier Ser mostrou como a serigrafia pode ser o meio para um manifesto colectivo.

Uma hora mais tarde, pelas 19h, as atrizes Carla Chambel e Joana Brandão subiram ao palco para apresentar a leitura encenada Murais Poéticos, baseada nos processos de trabalho dos artistas Sara Morais, Gonçalo Mar e Regg Salgado que, em 2016, intervencionaram o Logradouro dos Recreios da Amadora com obras de arte.

Às 20h foi a vez dos artistas visuais Ana Dias, Elsa Poderosa, Tamara Alves e Gonçalo Mar partilharem, numa conversa moderada pelo Gerador, a sua visão da arte urbana, as suas inspirações e processos de trabalho. O dia terminou em grande, às 21h, entre o jazz e a bossa nova, com um concerto intimista do músico e compositor Janeiro.

Descobre, em baixo, algumas fotografias do dia de ontem.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Gerador foi convidado pela Câmara Municipal da Amadora a dar uma mãozinha ao festival Conversas na Rua 2019.
Créditos – Fotos de David Cachopo