A Sala Luis Miguel Cintra, no Teatro São Luiz, em Lisboa, será o palco onde A Dama das Camélias, de Dumas, estará em cena de 6 a 22 de setembro, com encenação de Miguel Loureiro.

Miguel Loureiro encena A Dama das Camélias, disposto, uma vez mais, a trabalhar um texto que é “património da arte teatral, do seu exponencial romântico, da sua galeria infinda de fantasmas e assombrações”: “Como se pode praticar a cena sem passar por Shakespeare, por Molière, ou por este A Dama das Camélias, de Dumas (filho), sortilégio tardo-romântico que tanto fascínio ainda nos causa, por refundar o gesto, o esgar e a miragem românticos, com a sua plêiade de perdidos, drogados, tísicos, arruinados e com todo o seu grandeur fanado? O que há de excessivo em Marguerite Gautier que ainda nos serve também? Enunciação clara de um insondável estado de alma? Pequeno ensaio filosófico sobre a vertigem da beleza? Hino à decadência do amor? Teatro eroticizado pela polidez romântica? Anatomia de uma heroína no seu século, escrita-veículo para os monstros sagrados do novecento… de que forma nos podemos aproximar deste legado que iconicamente encerra uma época? Respeitá-lo será atraiçoá-lo? O que nos fascina na história desta queda?”

Local: Sala Luis Miguel Cintra, São Luiz, Lisboa

Data e hora: 6 a 22 de setembro, quarta, sexta e sábado às 21h, quinta às 20h e domingo às 17h30

Preço: 12€ a 15€

Fotografia de Kilyan Sockalingum disponível via Unsplash

Se queres ler mais sobre a agenda da cultura em Portugal, clica aqui.