Como explicar às crianças a crise de refugiados? A peça “Do Bosque para o Mundo” propõe uma resposta. Através da história de um rapaz afegão que procura refúgio na Europa, procura-se explicar o drama dos refugiados aos mais pequenos. As apresentações dão-se nos dias 25 e 26 de outubro, no Teatro Viriato, em Viseu.

“Do Bosque para o Mundo” conta a história de Farid, um rapaz afegão de 12 anos, que foi enviado pela sua mãe para a Europa. Emigrar em busca de um sítio mais seguro para viver (ou sobreviver) faz de Farid um refugiado.

“A situação dos milhões de crianças refugiadas no mundo corporiza esse paradoxo: douramos as histórias da infância enquanto lançamos crianças para travessias de terror. Era preciso falar sobre isso. Inspirámo-nos em relatos de crianças que atravessam, desprotegidas, uma mão cheia de países. E chegámos a Farid.”, referem Inês Barahona (autora do texto) e Miguel Fragata (encenação), fundadores da companhia de teatro Formiga-atómica.

Em palco, a interpretação é de Anabela Almeida e de Manuela Pedroso.

Esta peça abriu a 72ª edição do Festival d’Avignon em 2018, festival francês dedicado ao teatro contemporâneo.

Local: Teatro Viriato, Viseu.

Data e hora: 25 de outubro, sexta-feira, às 10h30 (escolas); 26 de outubro, sábado, às 16h.

Preço: 4€ (2€ para escolas).

Fotografia de Estelle Valente

Se queres saber mais sobre a agenda da cultura em Portugal, clica aqui.