Nos dias 12 e 13 de outubro, o Teatro do Frio estreará o espectáculo “King Kong”, integrando o programa Cultura em Expansão/CMP, num bairro que tem sido foco noticioso, a Pasteleira.

Com direção artística de Rodrigo Malvar, dramaturgia e interpretação de Catarina Lacerda e Maria Luís Vilas Boas, este espectáculo foi desenvolvido durante seis meses no Bairro Social da Pasteleira, “King Kong” e inspira-se na arquitetura das selvas e das cidades e na relação entre homem e paisagem. Com o foco na Pasteleira, um dos três eixos do programa Cultura em Expansão/CMP, o TdF e os artistas convidados exploraram o território a partir do botânico. Neste lugar verde, a maioria das plantas não são portuguesas. Este olhar levar-nos-à a outro, à comunidade que o habita. Ir ao seu encontro, implica sair da sala de espectáctulos.

TdFrio é um coletivo artístico constituído em 2005 e inserido no contexto regional da zona Norte. Surge com o propósito de privilegiar o espaço da pesquisa na criação teatral, com uma vontade estatutariamente enraizada de cruzamento disciplinar. Desde 2013 investiga limiares e zonas de contacto entre os processos de criação teatral e a arte sonora, acústica, dança e escrita composicional. Nesta premissa, tem aprofundado o investimento na criação de espetáculos onde intérprete e palavra emergem da investigação sistemática em torno das relações emoção, ação, pensamento e donde a escrita dramatúrgica/composicional acontece a partir de uma gramática própria que relaciona voz, corpo, espaço e som. Concebendo a criação artística como uma forma de diálogo interpessoal, o TdFrio promove o cruzamento entre diferentes criadores, investigadores e práticas artísticas e epistemológicas.

Local: Associação de Moradores do Bairro da Pasteleira (Porto)

Data e hora: 12 e 13 de outubro, às 17h

Preço: entrada livre

Fotografia de Ricardo Couto e Bianca Martins

Se queres saber mais sobre a agenda da cultura em Portugal, clica aqui.