O Grande dia da Batalha, dos Artistas Unidos, está em cena no Teatro Nacional Dona Maria II até dia 25 de fevereiro.

Este espetáculo, que Jorge Silva Melo planeava já desde 2001, chega agora finalmente à Sala Garrett. Partindo do clássico “Albergue Nocturno” de Máximo Gorki, o encenador surpreende com novos textos e uma encenação quase dupla, entre o passado e o presente.

Em Albergue Nocturno, que escreveu em 1902, peça que abriu a hipótese de um realismo coral, Máximo Gorki descreve um mundo em ruptura com a lei, social e moral, lembra gente que quer sobreviver, inventar um futuro. Submissos ou revoltados, nostálgicos de um passado que se foi, febris, vivem numa batalha selvagem contra si próprios e os outros para se manterem homens. Ou até para fazerem surgir um homem novo.

 

Quartas feiras – 19H

Quintas feiras a sábados – 21H

Domingos – 16H