O artista plástico vai participar no painel “Por onde passa o futuro da cultura em Portugal?”, pelas 17h00 do dia 18 de junho no Palco Oeiras, juntamente com a ilustradora Clara Não e a designer Constança Entrudo. O olhar dos novos criadores sobre a dimensão artística e cultural e a forma como questionam e põem em causa o que foi estabelecido pelas gerações anteriores. Uma reflexão guiada pelas vozes do futuro, moderada pela Redação Gerador.

Licenciado em Pintura pela Faculdade de Belas Artes Universidade de Lisboa, estuda também Fine Arts na Bauhaus Universität em Weimar, Alemanha. Venceu o prémio A.J. Carpe Diem Arte e Pesquisa – Fundação Millennium Bcp (2018), o prémio de escultura D.Fernando II (2018) e foi premiado com o Bauhaus Essentials Prize (2017).

Expõe regularmente em Portugal e no estrangeiro destacando as exposições: [Exposição colectiva] “From the Lab to the Studio – neue Technologien und Materialien in der Kunst”, Eigenheim Gallery, Berlim (2019); [Intervenção Artística] “MINA”, [Exposição individual] Elástico, Zaratan A.C., Lisboa (2019); Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Lisboa (2019); [Exposição colectiva] “I will take the risk”, Azan, Marvila (2019); [Residência artistica] Atelier Solar, Madrid (2019); [Exposição colectiva] “Jet Lag”, Galeria Liminare, Lisboa (2019); [Exposição individual] “Polpa”, Galeria Graça Brandão, Lisboa (2018);[Exposição colectiva] “MATEREALITÄT – über Transformationen des Greifbaren”, Galeria Waidspeicher, Erfurt, Alemanha (2018); [Exposição individual] “NOTLÜGEN – WHITE LIES”, inserida no Summaery 17’, Van-de-Velde Bau, Weimar, Alemanha (2017), entre outras.

De 18 a 20 de junho vamos tentar responder à pergunta Qual o futuro da cultura e da criatividade? dando voz a nomes que admiramos como Vhils, Salvador Sobral, Margarida Pinto Correia, Rui Horta, Capicua, Chef Kiko, Clara Não, André Gago, Sara Barros Leitão, Benjamim, Constança Entrudo, Matilde Campilho ou Carla Maciel, num total de mais de 40 cabeças de cartaz.

Vais poder assistir a concertos, debates, performances, apresentações, masterclasses e teres acesso a um conjunto de loucuras que revelaremos em breve, porque decidimos reinventar a forma de viveres um festival online 😊 Descobre tudo na página principal do Oeiras Ignição Gerador.

No Gerador sentimos a responsabilidade de pensar, questionar e agir sobre a cultura e a criatividade. Sabemos que somos incompletos nesta missão sem os artistas, os autores e os técnicos que nos rodeiam. Por isso, consideramos fundamental remunerar quem desafiamos. Quer seja quando fazemos eventos presenciais, quer quando mergulhamos no mundo digital. 

Compra já aqui o teu passe de 3 dias.