A mais recente criação do coreógrafo e bailarino Rodrigo Teixeira, “Longue Marche”, sobe ao palco da Escola de Mulheres, de 8 a 11 de julho, em Lisboa, partindo depois para digressão nacional.

No espetáculo de dança “Longue Marche”, abordam-se as visões de duas gerações em relação à memória e à extinção. Através da dança, surge “uma reflexão sobre a finitude da própria existência e o mapeamento de memórias em busca de uma história individual e coletiva”, confrontada pelo quotidiano acelerado, o consumismo e as experiências fugazes.

Com a direção artística e coreográfica de Rodrigo Teixeira, que interpreta a criação acompanhado de Ana Silva, Andreia Serrada, Catarina Marques e Felix Lozano, Longue Marche é o terceiro espetáculo da PURGA - Associação Cultural, que trabalha a criação coreográfica em diálogo com outras dimensões artísticas.

A estreia acontece na Escola de Mulheres, de 8 a 11 de julho, seguindo-se a digressão nacional que passará pelo Auditório Osvaldo Azinheira, em Almada, a 15 de outubro, pelo Armazém 22, em Vila Nova de Gaia, nos dias 29 e 30 de outubro, e pelo Centro Cultural de Lagos, de 11 a 13 de novembro de 2021.

Local: Escola de Mulheres, Lisboa

Horário: 8 a 11 de julho, às 21h

Preço: Bilhetes entre 6€ e 12€. Consulte aqui.

Fotografia de Alípio Padilha