O V-Day é um movimento de ativismo global contra a violência do género feminino, fundado a 14 de fevereiro de 1998 por Eve Ensler. Para assinalar o dia, várias mulheres reúnem-se para três leituras encenadas de “Monólogos da Vagina da autoria da criadora do projeto. 

Durante os dias 27, 28 e 29 de fevereiro, a Associação Portuguesa de Mulheres Juristas participa neste movimento ao dar voz e expressão ao célebre texto de Eve Ensler. As sessões decorrem no auditório da cantina velha da Universidade de Lisboa, sendo que os dois primeiros dias têm hora marcada para as 21h, enquanto o último dia, sábado, tem início às 16h. O Alarido, coro feminista e LGBT, também marca presença neste evento com a sua participação musical nos dias 27 e 28 de fevereiro. 

Este movimento defende todas as mulheres, nomeadamente transgéneros, cisgéneros e pessoas com uma identidade de género fluida. A expressão artística é um dos principais meios de atuação do V-Day para a aceitação de cada corpo, cada humano e cada identidade. É ainda uma forma de fazer frente ao avanço das políticas de direita, desde os Estados Unidos da América até às Filipinas e da Índia até ao Brasil. 

Em 2012, Eve Ensler também fundou One Billion Rising, uma parte integrante do projeto V-Day, que procura combater o abuso sexual dirigido às mulheres, como a mutilação genital feminina, as agressões físicas e psicológicas, o tráfico humano e a escravidão sexual. 

Texto de Mafalda Lalanda
Imagem via V-Day

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.