O programa Maio nas Gaivotas, do espaço Rua das Gaivotas 6, em Lisboa, apresenta nos dias 20 e 21 de maio a performance "Via Crucis", com criação e dramaturgia de Rafaela Jacinto. A peça é um relato coreografado da Eucaristia, desconstruída e livre para se abrir ao público da cidade.

“O passado e o presente são humanos. Em Deus não há passado, só o presente prevalece e quando Deus nos vê, vê a nossa vida inteira e porque é infinitamente bom, procura o nosso bem.” – “Die große Stille” A ideia que acompanha a construção da performance, surge da necessidade de ocupar uma sala de espetáculos, inspirada no princípio do “Ofício Divino” da Ordem de São Bento, Kathy Acker, Santa Catarina de Sena e Chloë Sevigny.

A revelação do enclausuramento à cidade e a possibilidade de habitar uma sala aberta ao público, num dia intenso de contemplação, oração, exposição e sedução, é a proposta da VIA CRUCIS. A Via Sacra, como também é conhecida, é o termo utilizado para nomear o caminho percorrido por Jesus carregando a cruz, desde o Pretório até ao Calvário, por onde Rafaela Jacinto constrói as 14 estações desse momento da vida de Cristo.

A performance divide-se em horários distintos, iniciando com Laudes às 11h, a Hora Intermédia às 12h30, as Vésperas às 17h30, seguido do Ofício de leituras às 18h30 e a Performance Final com as Completas, às 20h.

Rua das Gaivotas 6 com a direção do Teatro Praga, tendo já passado pelo Centro de Animação do Hospital Miguel Bombarda e por um Armazém em Xabregas ao longo dos seus 23 anos de existência. Com o principal objetivo de fomentar a criação artística na cidade de Lisboa, acolhe projetos de criação, residência e apresentações nas mais variadas áreas da arte. É, acima de tudo, um espaço de experimentação, partilha e convergência, que reúne na sua programação a mais recente e diversa produção artística.

Local: Rua das Gaivotas 6

Horário: 20 e 21 de maio, das 11h às 20h

Preço: Contribuição livre obrigatória. Pode fazer reserva aqui.

Fotografia da cortesia de Rua das Gaivotas 6