O argumentista escreveu a obra performática “Espero-te Bem”, que vai ser estreada no dia 19 de julho pelas 20h30, no Palco Gerador, pensada de raíz para uma plataforma digital de comunicação. Retrata correspondências verbais e visuais entre quatro indivíduos durante a Grande Crise de Saúde Pública de 2020.

Depois de uma curta carreira como jornalista, Tiago R. Santos iniciou o seu trabalho de argumentista em 2007 com Call Girl. Seguiram-se filmes como Os Gatos Não Têm Vertigens, Índice Médio da Felicidade e Parque Mayer.

Em televisão, trabalhou em séries como Liberdade 21, Conta-me Como Foi, Filhos do Rock e País Irmão. É autor do romance A Velocidade dos Objectos Metálicos.

Atualmente, é crítico de cinema para o suplemento GPS, da revista Sábado, e co-autor de O Mundo Não Acaba assim, série em exibição na RTP1. 

De 18 a 20 de junho vamos tentar responder à pergunta Qual o futuro da cultura e da criatividade? dando voz a nomes que admiramos como Vhils, Salvador Sobral, Margarida Pinto Correia, Rui Horta, Capicua, Chef Kiko, Clara Não, André Gago, Sara Barros Leitão, Benjamim, Constança Entrudo, Matilde Campilho ou Carla Maciel, num total de mais de 40 cabeças de cartaz.

Vais poder assistir a concertos, debates, performances, apresentações, masterclasses e teres acesso a um conjunto de loucuras que revelaremos em breve, porque decidimos reinventar a forma de viveres um festival online 😊 Descobre tudo na página principal do Oeiras Ignição Gerador.

No Gerador sentimos a responsabilidade de pensar, questionar e agir sobre a cultura e a criatividade. Sabemos que somos incompletos nesta missão sem os artistas, os autores e os técnicos que nos rodeiam. Por isso, consideramos fundamental remunerar quem desafiamos. Quer seja quando fazemos eventos presenciais, quer quando mergulhamos no mundo digital. 

Compra já aqui o teu passe de 3 dias.

tiago_r_santos_oeiras_ignicao_gerador