fbpx
Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

25 de abril. Quais as consequências para os jovens hoje?

Com Guadalupe Amaro, Cátia de Carvalho, Leonor Caldeira e João Gabriel RibeiroData e local: 31…

Texto de Gerador

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Com Guadalupe Amaro, Cátia de Carvalho, Leonor Caldeira e João Gabriel Ribeiro
Data e local: 31 de março às 19h nas Carpintarias de São Lázaro, em Lisboa

Em Portugal a ditadura durou precisamente 17.499 dias. No dia 24 de março de 2022 a democracia, que chegou com a Revolução de 25 de Abril, passa a existir há 17.500 dias, superando, finalmente, o tempo que durou a ditadura.

Nesta conversa aproveitamos a ocasião para refletir, com representantes das novas gerações sobre a importância do 25 de Abril hoje e, principalmente, sobre as consequências que trouxe para os jovens.

Quanto mais distantes estamos do passado mais a memória coletiva tem tendência a ir desvanecendo. O que pode ser a liberdade para quem só conheceu o país livre? O que significa, realmente, a democracia? Como a podemos salvaguardar ou até mesmo fortalecer? Qual o olhar dos jovens sobre tudo isto?

Caso não possas comparecer no dia, poderás ver mais tarde a transmissão online desta conversa em gerador.eu. A gravação das conversas nas Carpintarias de São Lázaro serão disponibilizadas 24h após a sua realização.

Guadalupe Amaro

Futura Presidente da República Portuguesa. Parece ambicioso abrir uma biografia assim? Não se preocupem, não o fazemos de ânimo leve, e fazemo-lo com convicção. Reconhecida como Rainha Maria Antonieta no Twitter, é carinhosamente conhecida entre os amigues como Guada, estando a muito pouco tempo de ser médica veterinária, sugerimos que se vão preparando para o Rainha, Doutora, Sra. Presidente, vocês perceberam. Entretanto, é activista, escritora, comunicadora e Dirigente do Projecto Anémona, que visa estabelecer uma ponte entre a comunidade LGBTQIA+ e o SNS, fomentando a formação dos profissionais de saúde para um melhor cuidado daquela comunidade. Daí, é também importante referir que a Guada é uma mulher trans, e isso é tão importante como todas as outras coisas que referimos para ser a mulher incrível que é, e que fazem dela a futura Presidente da… Bom, vocês já sabem.

Cátia de Carvalho

Doutoranda e investigadora na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, com uma tese que procura explorar as razões para a ausência de radicalização violenta de terrorismo Islamista em Portugal. Neste âmbito, foi visiting scholar no Instituto de Criminologia da Universidade de Cambridge. Enquanto investigadora tem-se dedicado aos temas do terrorismo, (des)radicalização, e também migrações. É autora de publicações nestas áreas e especialista da Radicalization Awareness Network da Comissão Europeia. 

Leonor Caldeira

Advogada de 28 anos, crente no ativismo judiciário – acredito que o Direito e os Tribunais são ferramentas eficazes para provocar progresso social e ecológico. Trabalhei numa sociedade de advogados, em Lisboa, e na ONG de litigância climática, ClientEarth, em Bruxelas. A litigância estratégica ambiental no plano europeu inspirou-me a desenvolver litigância estratégica de direitos humanos, em Portugal. É a isso que me tenho dedicado desde o final do ano passado, de regresso a Lisboa.

João Gabriel Ribeiro

 Jornalista e designer, cofundador e diretor do Shifter, é formado em Marketing e Publicidade pela ESCS. Movido a curiosidade pura, é um autoditata obsessivo em temas como a tecnologia, o design ou os novos media, procurando estabelecer pontes entre áreas e expandir os seus horizontes. Com um gosto antigo pelas ciências naturais e uma tendência para as ciências sociais, faz da intersecção entre domínios o seu território habitual, explorando-o em artigos para o Shifter ou de forma mais longa em publicações como “Uma Questão de Inteligência”. O Shifter é uma publicação cooperativa e criativa para a geração digital, com a missão de acompanhar e compreender o presente para preparar com consciência o futuro.

Se este artigo te interessou vale a pena espreitares estes também

Academia: cursos originais com especialistas de referência

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Narrativas animadas – iniciação à animação de personagens [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Comunicação Cultural [online e presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Soluções Criativas para Gestão de Organizações e Projetos [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Jornalismo e Crítica Musical [online ou presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Viver, trabalhar e investir no interior [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação ao vídeo – filma, corta e edita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Introdução à Produção Musical para Audiovisuais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Produção de Eventos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Práticas de Escrita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação à Língua Gestual Portuguesa [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Pensamento Crítico [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Comunicação Digital: da estratégia à execução [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Fundos Europeus para as Artes e Cultura I – da Ideia ao Projeto

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

O Parlamento Europeu: funções, composição e desafios [online]

Duração: 15h

Formato: Online

Investigações: conhece as nossas principais reportagens, feitas de jornalismo lento

1 ABRIL 2024

Abuso de poder no ensino superior em Portugal

As práticas de assédio moral e sexual são uma realidade conhecida dos estudantes, investigadores, docentes e quadros técnicos do ensino superior. Nos próximos meses lançamos a investigação Abuso de Poder no Ensino Superior, um trabalho jornalístico onde procuramos compreender as múltiplas dimensões de um problema estrutural.

8 DE ABRIL 2024

A pobreza em Portugal: entre números crescentes e realidades encobertas

Num cenário de inflação galopante, os salários baixos e a crise da habitação deixam a nu o cenário de fragilidade social em que vivem muitas pessoas no país. O número de indivíduos em situação de pobreza tem vindo a aumentar, mas o que nos dizem exatamente esses números sobre a realidade no país? Como se mede a pobreza e de que forma ela contribuiu para outros problemas, como a exclusão social?

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0