fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0

Academia: Três exercícios filosóficos para pessoas não filósofas

O Dia Mundial da Filosofia celebrou-se este mês, a 17 de novembro de 2022. Em jeito de comemoração, Joana Rita Sousa, formadora da Academia Gerador, partilha connosco três exercícios para exercitar o pensamento.

Filosofia para pessoas não filósofas - é como quem diz, filosofia para todos. Acredita, até as filósofas e os filósofos precisam praticar estes (e outros exercícios) diariamente. Caso contrário, o pensamento pode enferrujar ou tornar-se rígido, com demasiada areia na engrenagem.

Aqui ficam 3 exercícios que eu própria pratico no meu quotidiano. A minha sugestão é que experimentes um exercício de cada vez.

1- Desafio: ler um livro de um filósofo

Uma das práticas diárias de alguém que se dedica à filosofia ou que a estuda, passa pela leitura. Ler um livro de um filósofo permite-nos dialogar com o seu pensamento e ampliar o nosso.

Vais ler coisas com as quais concordas, outras das quais duvidas e ainda outras com as quais discordas. Podem acontecer muitas coisas quando nos colocamos no lugar de uma pessoa filósofa e tentamos ver o mundo pelos seus olhos. Podes vir a gostar ou não do que escreveu essa pessoa - ou melhor, daquilo que te chega do seu pensamento, nos textos.

E como escolher o livro? Sugiro que comeces por um filósofo que te suscita alguma curiosidade. Experimenta a leitura de um dos diálogos de Platão, por exemplo. A Apologia de Sócrates. Se preferires um olhar mais contemporâneo, avança para Mary Midgley e o livro “Para que serve a filosofia?”

A regra deste desafio é simples: se o livro se mostrar difícil, assume que o vais tentar ler, pelo menos durante um mês. Intercala uma leitura filosófica com uma leitura não filosófica, para que o teu pensamento ganhe distância face à filosofia e depois possa mergulhar nela com dedicação.

2 - Anunciar o que vamos dizer

Esta é uma regra de diálogo que aprendi com o professor Oscar Brenifier.  Trata-se de uma regra simples e que pode ser levada para qualquer tipo de diálogo, não necessariamente filosófico. Pode ser útil, por exemplo, em reuniões de trabalho. Antes de falar, anuncia o que vais fazer: vou acrescentar uma ideia, vou contradizer, vou fazer uma pergunta, vou contar uma anedota, vou reforçar o que disseste, entre outros.

Isto exige que pensemos no que vamos dizer e na sua relação com o diálogo em curso. Além disso, tem como efeito a clarificação do discurso. Permite aos outros que analisem as tuas palavras com base no teu anúncio prévio.

O exercício é simples, mas nem por isso está isento de esforço. Esta prática abre espaço para que se identifiquem momentos de mudança de ideias; algo que é bastante comum, mas do qual nem sempre temos consciência de quando ou como aconteceu.

Sim, pensar exige tempo e este exercício combate a pressa que temos para dizer muitas coisas e ajuda-nos a ficar mais confortáveis com o silêncio.

3 - Fazer perguntas à pergunta

Compra um caderno com o qual possas andar, para todo o lado. O desafio passa por registar uma pergunta por dia. Podes fazer esse exercício a qualquer hora do dia: o importante é que registes uma pergunta, todos os dias, durante um mês. No mês seguinte, pega na pergunta do dia 1 do mês passado e faz pelo menos três perguntas a essa pergunta: e por aí fora.

Desta maneira amplias o exercício do perguntar, a partir de uma interrogação. No final desse mês terás as 30 perguntas iniciais e ainda 90 que surgiram a partir dessas. No mês seguinte o desafio passa por responder a uma pergunta por dia.

 “Mas respondo a qual delas, Joana?” Sugiro que abras o caderno de forma aleatória e comeces a responder. Por escrito, sim. Tenho para mim que ler e escrever, usando o suporte papel e a caneta para o efeito, nos permite um diálogo mais próximo com o nosso pensamento. E isto é baseado numa história verídica - a minha.

- Sobre a Joana Rita Sousa -

Joana Rita Sousa é filósofa, perguntóloga e estratega digital. As perguntas são a sua ferramenta de trabalho preferida, a par da criatividade e do pensamento crítico. Trabalha como formadora e consultora na área do marketing digital, colaborando com marcas e pessoas no desenho das melhores formas para ser e estar no mundo digital (e noutro que queiram considerar). 

Na Academia Gerador, a Joana é responsável por vários workshops e irá ser a formadora do curso "Pensamento Crítico", que terá lugar pela primeira vez em Janeiro. Espreita aqui para descobrires mais sobre as formações que temos disponíveis na Academia Gerador.

NO GERADOR ABORDAMOS TEMAS COMO CULTURA, JUVENTUDE, INTERIOR E MUITOS OUTROS. DESCOBRE MAIS EM BAIXO.

Já pensaste em tornar-te sócio gerador?

Ser Sócio Gerador é ter acesso à assinatura anual da Revista Gerador (4 revistas por ano), a descontos nas formações da Academia Gerador, passatempos exclusivos, experiências e vantagens na cultura.

A tua lista de compras
O teu carrinho está vazio.
0