Para além das capitais de distrito e das cidades ou locais de referência portugueses, fomos, também, avaliar espaços culturais, património português e os principais eventos nacionais. Analisámos 15 espaços, 15 patrimónios e 15 eventos diferentes e questionámos a população portuguesa sobre se foram no último ano ou se já tinham ido alguma vez na vida.

No que diz respeito aos espaços visitados para participar em atividades culturais, se considerarmos se as pessoas já foram pelo menos uma vez na vida, o Top 5 é composto por:
1 – Altice Arena (48,3%)
2 – Museu dos Coches (47,8%)
3 – Centro Cultural de Belém (42,2%)
4 – Casa da Música (41,6%)
5 – Museu Calouste Gulbenkian (36,7%)

Se analisarmos apenas as visitas ocorridas no último ano, existem algumas trocas de posições neste Top 5, com o Museu dos Coches a ser substituído pelo Museu de Serralves:
1 – Altice Arena (16,9%)
2 – Casa da Música (16,1%)
3 – Centro Cultural de Belém (14,1%)
4 – Museu de Serralves (11,4%)
5 – Museu Calouste Gulbenkian (11,3%)

Com estes dados na mão, conseguimos calcular a Taxa de Atração. Esta taxa é a percentagem de pessoas que foram no último ano a um espaço cultural, em relação à percentagem de pessoas que já foram alguma vez. Assim conseguimos perceber quais são os espaços que apresentam maiores tendências de crescimento nos dias de hoje.

Quando criamos uma tabela com a Taxa de Atração dos espaços visitados para participar em atividades culturais chegamos à conclusão que o MAAT é o espaço com maior atração, não considerando o Theatro Circo e o Centro Cultural Vila Flor, que apresentam percentagens menores que 5% nas visitas no último ano.

Po último, ainda averiguámos quais são os espaços que sobem mais no ranking, quando comparamos se as pessoas foram alguma vez a um destes espaços culturais vs a Taxa de Atração. Conseguimos perceber que o MAAT sobe 10 posições no ranking, seguido do Museu de Serralves e do Museu Nacional Soares dos Reis, que sobem uma posição cada.

Sabe tudo sobre estes dados e sobre o Barómetro Gerador Qmetrics aqui.

O Barómetro Gerador Qmetrics pretende fornecer ferramentas para apoiar livremente os autores, agentes culturais e líderes políticos e empresariais nas decisões relacionadas com as estratégias culturais. E quer pôr todos os portugueses a reflectir sobre a importância da cultura para a sociedade.

O Barómetro Gerador Qmetrics é um estudo anual sobre a percepção da cultura em Portugal. Nesta primeira edição foram feitas 1.192 entrevistas telefónicas numa amostra aleatória estratificada por região, sexo e escalão etário. A amostra é representativa do universo de indivíduos residentes em Portugal Continental e Ilhas, com idade igual ou superior a 15 anos. As entrevistas foram realizadas entre 8 de março e 6 de maio de 2019.
Os resultados apresentados no relatório Barómetro Gerador Qmetrics têm um nível de confiança de 95%. A margem de erro para uma escala de 1 a 10 é de 0,16 pontos e a margem de erro para a proporção é de 2,8 pontos percentuais.