No Barómetro Gerador Qmetrics 2021, procurámos avaliar a perceção dos portugueses sobre os preços das actividades culturais. Concluímos que a música continua a ser percecionada como a atividade cultural mais cara: os portugueses indicam, em média, que um bilhete para um concerto custa cerca de 33 euros. Apesar disso, em 2021, todos os preços médios percecionados foram mais baixos do que em 2019. No entanto, um concerto de música clássica é considerado, em ambos os anos, como a atividade mais cara (32,9€) , enquanto que ir ao cinema surge como a menos dispendiosa (7,9€).

Observámos também que os portugueses parecem estar mais disponíveis para pagar por atividades culturais online do que em 2020. Considerámos crucial avaliar esta dimensão tendo em conta a importância que as iniciativas digitais adquiriram no último ano e o facto de parecerem ter vindo para ficar. Em 2020 tínhamos feito a mesma pergunta, mas é de ressalvar que nos referíamos apenas a atividades online que decorressem durante o período de restrições à circulação. No entanto, é interessante notar que todas as percentagens cresceram significativamente, à exceção das visitas virtuais.

Os filmes, os concertos e os espetáculos de teatro são as áreas que demonstram percentagens mais interessantes no que toca ao pagamento pelo consumo online.

Os espetáculos de teatro destacam-se particularmente para as pessoas entre os 35 e os 44 anos e ainda para a faixa etária mais velha, acima dos 55 anos. Os jovens entre os 15 e os 34 são os mais disponíveis para pagar por filmes e concertos.

Quinzenalmente mergulhamos no Barómetro Gerador Qmetrics para te trazermos novas análises sobre a relação dos portugueses com a cultura. Fica atento aos próximos artigos!

O Barómetro Gerador Qmetrics é um estudo anual que analisa a opinião dos portugueses sobre a cultura. Realizado pela primeira vez em 2019, o âmbito do questionário deste ano incidiu, principalmente, nas consequências da pandemia na sociedade e na cultura. Sabe mais sobre o relatório de 2021 aqui e pede o teu relatório completo aqui.

Síntese Ficha Técnica

O universo do estudo é constituído por indivíduos com idade igual ou superior a 15 anos, residentes em Portugal Continental e Ilhas. A Amostra, com 1.200 entrevistas validadas, foi estratificada por região, sexo e escalão etário, em Portugal Continental, e por Ilhas, e distribuída em cada estrato de acordo com a repartição da população alvo em cada estrato. As entrevistas foram realizadas de 22 de março a 27 de abril de 2021, através de um questionário aplicado online utilizando o método CAWI (Computer Assisted Web Interview). Os resultados são apresentados com um nível de confiança de 95%. A margem de erro para a média na escala 1 a 10 é de 0,13 pontos e a margem de erro para a proporção é de 2,12 pontos percentuais.