É nos dias 16 e 17 de julho que a 2ªedição do MUPA (Música e Planície) se faz ouvir no Cine-Teatro Pax Júlia e o Jardim Público, em Beja. Alinhando as diferentes gerações, costumes e géneros musicais, o festival constrói uma relação entre a música ao vivo e a memória coletiva do Centro Histórico de Beja.

Passando pelos palcos do MUPA diversos nomes como Bleid, Landim, Maria Reis, Mazarin, Pista, Pop Dell'Arte, Scúru Fitchádu, Tó Trips, (Von) Calhau! e Xesy, é no dia 16 que o Pax Júlia abre portas para dois concertos gratuitos de André Gonçalves, que tem trabalhado principalmente nos domínios da música ambiente, mas cujo recente ‘Instrumentals’ é feito de composições eletrônicas para instrumentação acústica controlada por tecnologia digital, e Gabriel Ferrandini, conceituado e importante baterista de jazz livre.

Ainda no dia 16, o Jardim Público servirá de palco para Bleid, (Von) Calhau!, Maria Reis e Pop Dell’Arte. Prossegue-se Tó Trips, no dia 17 de julho. O membro dos Dead Combo, bebendo do blues, do jazz ou da música popular portuguesa apresenta uma interação íntima e pessoal entre si e a sua guitarra. Landim, rapper da linha de Sintra; Mazarin, quarteto de jazz originário de Beja com músicas repletas de harmonia; Scúru Fitchádu e Xesy completam o dia também no jardim.

Local: no Jardim Público e no Cine-teatro Pax Júlia;

Horário: Consulta toda a programação e horários, aqui;

Preço: passe geral 13euros e diário 7euros. Nos concertos com entrada gratuita é também necessário reservar lugar. Podes enviar o teu email para aqui ou SMS para 962 364 768.
Fotografia de Vera Marmelo