No Dia Internacional da Tradução recordamos escritores que se têm interessado pela obra de autores portugueses ao longo do século XX e até ao presente, traduzindo-a para a sua publicação em Espanha. Um interessante elenco de mediadores para situar as vozes mais importantes das letras portuguesas modernas no universo literário espanhol.

As versões de Eça de Queirós foram assinadas, entre outros, por Ramón del Valle-Inclán, as de Guerra Junqueiro por Eduardo Marquina, as de Castro por Francisco Villaespesa e as de Pascoaes por Fernando Maristany. Foi Rubén Darío quem consagrou em Espanha a obra do poeta português mais popular e traduzido da época, o professor da Universidade de Coimbra Eugénio de Castro, cujo livro Oaristos (1890) o transforma no primeiro simbolista da península.

Mais recentemente, destacam-se vários vencedores do Prémio Eduardo Lourenço; Ángel Campos Pámpano como tradutor de poetas (Fernando Pessoa, António Ramos Rosa, Carlos de Oliveira, Eugénio de Andra, Sophia de Mello Breyner Andersen, entre outros), Antonio Sáez Delgado (tradutor de Fernando Pessoa, António Lobo Antunes, Manuel António Pina, José Gil e Teixeira de Pascoaes, entre outros); e Basilio Losada quem traduziu a Jorge Amado, Saramago, e que também recebeu em 1991 o Prémio Nacional de Tradução por “A História do Cerco de Lisboa” de J. Saramago, bem como José Antonio Llardent e Juan Eduardo Zúñiga, vendedores em 1987 pelas suas traduções de “Poesias e prosas selectas” de Antero de Quental ou Mario Merlino em 2004 por “Auto dos condenados” de António Lobo Antunes.

De Mãos Dadas é um projeto digital do Conselho Cultural da Embaixada de Espanha em Portugal que pretende mostrar os pontos de união, quer sejam históricos, artísticos, geográficos ou pessoais que, ao longo da história e na atualidade, fizeram de Espanha e Portugal países vizinhos que caminham de mãos dadas. 

O projeto Mãos Dadas está a ser divulgado no âmbito do programa EP COLAB 2021. Promovido pela AECID – Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o DesenvolvimentoEmbaixada de Espanha em Portugal e Gerador, este é um programa de atividades digitais que pretende colocar em contato artistas e entidades culturais espanholas e portuguesas. Descobre mais aqui.