Desafiámos a DJ Cigarra e x cantorx Lila Fadista a desenvolverem em conjunto, mas à distância, um dueto inédito em direto. Depois desta performance explicam o processo de criação do momento em direto e respondem a eventuais questões do público.

Se quiseres deixar os teus comentários e questões podes fazê-lo diretamente no canal de youtube do Gerador. Para ires lá parar, se estiveres no PC, basta carregares, no vídeo em cima, no botão que diz Youtube. Se estiveres no telemóvel carrega aqui. Aproveita e subscreve o nosso canal para acompanhares as loucuras que por lá vamos fazer nos próximos tempos.

Um bilhete para a cultura

Cultura para matar o bicho é uma iniciativa do Gerador que promete levar, diariamente, um conjunto de momentos culturais até tua casa, promovendo as mais diversas áreas, entidades e pessoas ligadas à cultura portuguesa.

Todas as iniciativas culturais diárias que estamos a fazer no nosso site são gratuitas para o público mas remuneradas para os artistas que nelas participam. Apoia-nos e contribui para que continuemos a levar a cultura portuguesa a todos, através do donativo que podes fazer já aqui do lado esquerdo :-)

Se gostas destas iniciativas fica por aqui, o resto da semana está também recheado de cultura aqui no nosso site. Desde duetos em direto com artistas de áreas culturais diferentes, passando por mesclas ao vivo, a leituras encenadas sempre às quintas-feiras, até a workshops de tudo o que pode ser útil para casa. Descobre aqui o nosso plano semanal para levar a cultura a casa de todos. E sabe mais sobre o compromisso do Gerador para os próximos tempos aqui.

Ágatha Barbosa (a.k.a. Cigarra) é DJ, produtora e label manager, cresceu na densa cena underground de São Paulo e participou da efervescência de suas festas e festivais assim como na formação original da conceituada Voodoohop. Há uma década explora sets únicos, e a partir desta experiência cria seus próprios casulos sonoros.

Tiago Lila/Lila Fadista é cantorx e letrista no projeto Fado Bicha, que iniciou em 2017 com João Caçador. Nasceu na Mouraria, numa família ribatejana, e cresceu em Odivelas. Fez teatro durante vários anos, começando em 2004, e de 2014 a 2016 viveu em Atenas, trabalhando numa ONG internacional pacifista.