Hoje, pelas 21h30, desafiamos os artistas Daniel Seabra e Miguel De a unirem as artes performáticos e o audiovisual num dueto inédito, em direto no site Gerador. Um momento único em que o artista especializado em acrobacia aérea irá atuar ao som de música ao vivo e, depois da performance, os dois explicam o processo de criação do momento em direto e respondem a eventuais questões do público.

Interage com os artistas e deixa a tua reação já aqui em baixo ;-)
[wpreactions sgc_id=”21″]

Se quiseres deixar os teus comentários e questões podes fazê-lo diretamente no canal de youtube do Gerador. Para ires lá parar, se estiveres no PC, basta carregares, no vídeo que vai aparecer em cima, no botão que diz Youtube. Se estiveres no telemóvel carrega aqui. Aproveita e subscreve o nosso canal para acompanhares as loucuras que por lá vamos fazer nos próximos tempos.

Um bilhete para a cultura

Cultura para matar o bicho é uma iniciativa do Gerador que promete levar, diariamente, um conjunto de momentos culturais até tua casa, promovendo as mais diversas áreas, entidades e pessoas ligadas à cultura portuguesa.

Todas as iniciativas culturais diárias que estamos a fazer no nosso site são gratuitas para o público mas remuneradas para os artistas que nelas participam. Apoia-nos e contribui para que continuemos a levar a cultura portuguesa a todos, através do donativo que podes fazer já aqui do lado esquerdo :-)

Se gostas destas iniciativas fica por aqui, o resto da semana está também recheado de cultura aqui no nosso site. Desde duetos em direto com artistas de áreas culturais diferentes, passando por mesclas ao vivo, a leituras encenadas sempre às quintas-feiras, até a workshops de tudo o que pode ser útil para casa. Descobre aqui o nosso plano semanal para levar a cultura a casa de todos. E sabe mais sobre o compromisso do Gerador para os próximos tempos aqui.

Daniel Seabra inicia o seu percurso artístico em 2010, especializando-se em acrobacia aérea pelo Chapitô – Escola profissional de artes e ofícios do espetáculo. Colaborou com companhias como La fura del baus, Companhia da Esquina, Teatro Experimental do Porto, Teatro Cão Solteiro, Chapitô, entre outras. Como criador o foco da sua pesquisa está na junção do circo com outras linguagens, de forma a percecionar a contaminação que as disciplinas têm um/as nas outras.

Miguel De é um artista que trabalha no cruzamento entre o cinema, a fotografia, a música e as media arts. É autor de dois filmes curtos de ensaio-ficção premiados e de um filme experimental a estrear em breve. Na música, lançou discos como Tundra Fault, um projeto de música electrónica que entretanto terminou, do qual também foi autor dos vídeos musicais; e cria música ao vivo para performances e espectáculos. Já foi convidado para fazer parte do júri de festivais e para leccionar formações e workshops.