Os pianistas Mário Laginha e Pedro Burmester voltam a juntar-se em palco para dois concertos – um no dia 15 de setembro, no Convento de São Francisco, em Coimbra, e outro no dia 20, no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa – para celebrar os 25 anos do álbum  “Duetos”, gravado pela dupla em 1994.

Unidos por uma formação musical clássica, Laginha enveredou por uma carreira mais próxima do jazz, enquanto Burmester seguiu um percurso orientado para a interpretação de um repertório clássico. Há 25 anos, os dois pianistas iniciaram uma colaboração cimentada por uma grande amizade e cumplicidade, de que resultou um disco, concertos um pouco por todo o mundo e, alguns anos depois, a participação no projecto 3Pianos, com Bernardo Sassetti.

A 15 e 20 de Setembro, Mário Laginha e Pedro Burmester reúnem-se para concertos cujo repertório inclui o Grande Tango de Astor Piazzola, o Concerto para Dois Pianos de Mário Laginha, a Balada n. 1 op. 23 de Chopin na sua abordagem clássica (Pedro Burmester a solo) e na versão de Mário Laginha (solo) incluída no CD “Mongrel”, o Prelude à l’aprés midi d’un faune de Debussy e La valse de Maurice Ravel.

Local: Convento de São Francisco, em Coimbra; Centro Cultural de Belém, em Lisboa

Data e hora: 15 de setembro, às 18h (Coimbra); 20 de setembro, 21h (Lisboa)

Preço: Entre 20€ e 35€

Fotografia de Centro Cultural de Belém

Se queres saber mais sobre a agenda da cultura em Portugal, clica aqui.