Em novembro, a Mostra Espanha, iniciativa bienal, cujo principal objetivo é apresentar o dinamismo e a criatividade das indústrias culturais espanholas atuais, apresenta mais de uma dezena de propostas culturais entre eles artes cénicas, exposições e concertos, com alguns dos nomes mais sonantes da música contemporânea e uma das bandas históricas mais marcantes das décadas de 80 e 90, os La Frontera.

Artes cénicas

É no Teatro Joaquim Benite em Almada que, pelas mãos da Companhia de Teatro desta cidade, é apresentado o espetáculo "Nem come, nem deixa comer". Com texto de Lope Vega e tradução de Nuno Júdice, este espetáculo conta com a interpretação de atores como Margarida Vila-Nova, David Pereira Bastos ou Vera Santana e vai estar em cena de 5 de novembro a 5 de dezembro.

A peça "Gostava de estar viva para vê-los sofrer!", que conta com a interpretação da atriz Ana Bustorff, chega no dia 18 de novembro ao Theatro Circo de Braga. Com encenação do espanhol Ignacio Garcia, esta peça tem texto do dramaturgo espanhol Max Aub, e conta a história duma mulher, fustigada pela vida e pela história, que decide seguir em frente, viver, lutar e, acima de tudo, recordar.

Já a atriz, dançarina e clown Mireia Miracle regressa no dia 13 de novembro a Vila Real com "Rojo", o seu primeiro trabalho a solo e um espetáculo que alia a interação com o público, a dança e o humor.

Em Elvas, no dia 26 de novembro, é apresentado o espetáculo "Manuscrito encontrado no esquecimento" pela Companhia Coma14, um espetáculo que narra a história real de um casal de jovens que fogem de Madrid no final da Guerra Civil, estando ela grávida de oito meses.

A dança também tem lugar na programação da Mostra Espanha e chega à Biblioteca de Alcântara em Lisboa, em colaboração com o festival InShadow, com a coreógrafa e investigadora gestual Salud López, que apresenta, de 22 a 28 de novembro, os espetáculos Danzáfono e Babilónia.

A música contemporânea espanhola e a Spanish Rock Party na Fábrica do Braço de Prata
 
Em parceria com o Festival MistyFest, a Mostra Espanha programa três concertos, que revelam a contemporaneidade sonora de alguns mais proeminentes músicos espanhóis da atualidade.

Um destes artistas é Suso Sáiz, um dos maiores tesouros da modernidade espanhola, que vai estar em Portugal para dois concertos: um no dia 5 de novembro em Espinho e outro no dia 7 no Museu do Oriente, em Lisboa.

No Teatro Maria Matos, no dia 22 de novembro, Raül Refree, músico e produtor responsável pelo fenómeno internacional Rosalía, junta-se a Lin, cantora com voz maturada pelas noites nas casas de fado, pela sua própria devoção por Amália e por todas as grandes vozes que ouviu, sentiu e estudou.

Por fim, Travis Birds, cantora madrilena, vai estar em Portugal para três concertos: no dia 26 de novembro, no Museu do Oriente em Lisboa, no dia 27 de novembro em Coimbra e no dia 28 de novembro em Espinho. A artista, nascida em 1990, traz na bagagem o seu novo álbum "La Costa de los Mosquitos."

Ainda na programação de música, a Fábrica do Braço de Prata, em Lisboa, vai acolher a histórica banda de rock madrileno La Frontera, no dia 6 de novembro, uma banda que foi criada em meados dos anos 80 e no nosso país alcançou o sucesso com a colaboração com os GNR na música "Sangue Oculto".

Nos dias 13 e 20 de novembro, no mesmo local, vai realizar-se a Spanish Rock Party, um evento de entrada gratuita com concertos de várias bandas espanholas. O dia 13 conta com uma programação exclusivamente feminina, com bandas que vão desde o pop intimista até ao rockabilly, passando pelo dream pop noise, são elas: Pauline en la playa, La Perra Blanco e Rayo. Já no sábado, dia 20 de novembro, a música estará a cargo de Terrier, The Bo Derek’s e Lie Detectors. 

A interdisciplinaridade de Toni Marmota, da banda La frontera

Toni Marmota, bem conhecido na comunidade artística pelo seu trabalho em diferentes disciplinas e baixista do grupo de rock La Frontera, tem conciliado a música com a publicação de banda desenhada e com o design gráfico e têxtil, a criação de séries de desenhos animados e, nos últimos anos, a pintura mural e o street art. Na Mostra Espanha vai protagonizar várias atividades: na sexta-feira, dia 5 de novembro inaugura uma exposição com a sua obra e no sábado, dia 6 de novembro, ao longo da manhã e da tarde, realizará uma performance no espaço exterior do terreiro da Fábrica Braço de Prata, um mural pintado ao vivo, para o público que visita a exposição poder ver o processo de criação ao som da música ao vivo do seu lendário grupo La Frontera. Desta forma, a música alia-se à pintura na mesma performance, criando um ambiente unitário para o espectador.

Cinefiesta regressa ao Cinema São Jorge, em Lisboa

De 25 a 28 de novembro, o mais recente cinema espanhol está de volta a Lisboa. Nesta nova edição, festivais portugueses, como o IndieLisboa, Doclisboa e QueerLisboa, foram convidados a fazerem parte da programação. Assim, ao longo de quatro dias, o público pode assistir a várias longas-metragens e participar em conversas e debates com realizadores e equipas dos filmes.

A MOSTRA ESPANHA começou no início de setembro e prolonga-se até janeiro de 2022 com dezenas de iniciativas.

Comunicado de imprensa
Fotografia cedida pela organização MOSTRA ESPANHA
gerador-mostra-espanha