Apresentámos esta semana os resultados da terceira vaga intermédia de análise do Barómetro Gerador Qmetrics, sobre a evolução da situação atual da pandemia aos olhos dos portugueses, realizada entre os dias 20 e 29 de outubro.

Uma das conclusões mais evidentes a retirar é que a insatisfação dos portugueses em relação à ação geral do Estado tem vindo a crescer. No Barómetro Gerador Qmetrics 2020, realizado entre março e abril deste ano,  53,7% dos portugueses respondeu afirmativamente à pergunta “Globalmente, considera que o Estado português tem disponibilizado os meios financeiros, fiscais e sociais adequados para responder a esta crise?”. Existia já uma percentagem significativa, perto de 1/3 do total, que afirmava não concordar com o modelo implementado, e, em outubro, a percentagem de respostas positivas acabou por cair 10%, ficando nos 43,7%. 

O aumento do descontentamento é mais evidente especificamente nas medidas tomadas para as empresas e para a família.

Os mais críticos continuam a ser os pertencentes à faixa etária 45-54, em que 47,9% afirma que o Estado não fez o suficiente, um aumento de 11,4% relativamente ao primeiro Barómetro deste ano. Já a zona menos crítica é o Grande Porto, onde 78% dos inquiridos afirmaram estar satisfeitos com as medidas do Estado, enquanto que no Litoral Centro as respostas positivas rondam apenas os 26%.

Relativamente à ação do Estado para com a área da cultura, a insatisfação é ainda mais gritante. No Barómetro Gerador Qmetrics 2020, já 57% consideravam que o Estado não estava a responder adequadamente a esta crise no sector, mas, em outubro, esta percentagem aumentou para 64%, sendo que apenas 12% considera que o Estado agiu corretamente em relação à dimensão cultural. Neste caso, é o Litoral Norte que apresenta uma menor insatisfação, com 27,3% de respostas positivas, enquanto o Grande Porto, Sul e Ilhas apresentam valores de descontentamento acima dos 70%.

Barómetro Gerador Qmetrics é um estudo anual que analisa a opinião dos portugueses sobre a cultura. Realizado pela primeira vez em 2019, o âmbito do questionário deste ano incidiu, principalmente, nas consequências da pandemia na sociedade e na cultura. A primeira vaga de análise aconteceu entre abril e maio deste ano, tendo sido já complementada com duas vagas adicionais, uma em junho e outra em outubro, onde foi registada a evolução da situação atual da pandemia aos olhos dos portugueses. Sabe mais sobre o relatório de 2020 aqui e pede o teu relatório completo aqui.

Quinzenalmente mergulhamos no Barómetro Gerador Qmetrics para trazer análises dedicadas ao comportamento da cultura em Portugal. Fica atento aos próximos artigos.

Síntese Ficha Técnica
Universo do estudo é constituído por indivíduos com idade igual ou superior a 15 anos, residentes em Portugal Continental e Ilhas. A Amostra desta terceira vaga intermédia, com 313 entrevistas validadas, foi estratificada por região, sexo e escalão etário, em Portugal Continental, e por Ilhas, e distribuída em cada estrato de acordo com a repartição da população alvo em cada estrato. As entrevistas foram realizadas de 20 a 29 de outubro de 2020, através de um questionário aplicado online utilizando o método CAWI (Computer Assisted Web Interview). Os resultados são apresentados com um nível de confiança de 95%. A margem de erro para a média na escala 1 a 10 é de 0,43 pontos e a margem de erro para a proporção é de 8,48 pontos percentuais.