A edição de Junho de 2018 da Ignição Gerador invadiu o Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras e uma parte das galerias subterrâneas mais secretas da capital.

Curioso para descobrir o que se passou? ;-)

A Purga

O que fazer quando chegamos a um país estranho que muda a percepção da nossa vida. Um país depois da guerra, que volta a nascer. É certo voltar a casa? E se sim, como? Sem ignorar tudo o que vimos e sentimos. Um acidente separa Jaime e Fátima, depois de uma discussão sobre se voltariam ou não a casa. Jaime morre. Fátima volta para casa, depois de Jaime não aparecer no ponto de encontro para voltarem. Encontram-se 12 anos depois num espaço pendente, para finalmente decidirem o que fazer com tudo o que tinham vivido nessa terra que os mudou.

Texto e Encenação: Patrícia Roque

Interpretação: Marco Mendonça e Mia Tomé

Mãe d’Agua

A água como veículo espiritual para o processo de transformação de uma mulher. Uma mulher que somos todos nós submersos em vidas com as quais não nos identificamos. A necessidade de nos reconstruirmos, de nos reinventarmos para o sonho. Vir à tona alguém maior, espiritualmente mais completo.

Concepção e interpretação: Mc Santiago