A edição de Outubro de 2018 da Ignição Gerador levou ao Teatro Thalia, em Lisboa, duas performances exclusivas.

Com vontade de recordar ou descobrir o que se passou? ;-)

Salão

Um salão do século XIX, que antes era visitado por aristocratas da sociedade Lisboeta, ganha uma nova vida. É habitado por performers que gastam o seu tempo a refinar a sua forma de falar. Não existe nada além dos seus corpos e da natureza escorregadia dos seus pensamentos. Neste salão, em vez de quadros ou esculturas, apreciam-se conversas.

Criação: Isabel Costa 

Performers: Eduardo Breda, Filipa Matta, João Pedro Mamede, Isabel Costa

Until the horizon gone

“Para nós era sempre Primavera e um arco-íris encostado a um palácio Invernal, todas essas pétalas carregadas com chuva em silêncios supulcrais. Until the horizon Gone é poesia auto-biográfica trágico/romântica em paisagens exploratórias/ambientes sonoros. Sorrimos para o abismo e abismo sorriu de volta”

Poesia e texto: Pedro Adrega

Guitarra, sintetizadores e programação: David Lopes