Celebrando os quarenta anos de vida literária de Adalberto Alves, que tiveram início com o livro de poesia Uma Obscura Visão, em 1979, a mostra encontrar-se-à na Biblioteca Nacional, de 3 de Fevereiro a 18 de Maio.

Fabrizio Boscaglia, Maria João Cantinho e Hugo Maia são os comissários da iniciativa que "pretende dar conta das múltiplas dimensões da obra e da figura deste poeta, tradutor e estudioso português", através de documentos do acervo da Biblioteca e do arquivo privado de Adalberto Alves, que conta, também, com estudos árabes e islâmicos em Portugal, uma vez que o autor "tem desempenhado um importante papel no que respeita à interpretação e à divulgação do legado árabe e islâmico em Portugal e na cultura universal", como se lê na descrição da BNP.

As Sandálias do Mestre (2001),  o Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa (2013) e a antologia O Meu Coração é Árabe (1987), são da sua autoria. Foi também tradutor de poetas árabes do ocidente ibérico, do período islâmico medieval. O trabalho desenvolvido neste âmbito foi reconhecido com o Prémio UNESCO-Sharjah para a Cultura Árabe.

Também a mostra «Al-Muʿtamid: poeta do Gharb al-Andalus»,  em torno do poeta Al-Muʿtamid, ao qual Adalberto Alves dedicou parte das suas investigações, partilhará o mesmo espaço e o mesmo período. Às duas mostras são associadas visitas guiadas por Fabrizio Boscaglia, Maria João Cantinho e Hugo Maia, que se realizarão a 19 de Março e 30 de Abril, as quais se encontram sujeitas a marcação, bem como actividades de extensão:

29 Fev. - Passeio guiado «Lisboa Árabe» por Natália Nunes (passeio a pé por Alfama e Mouraria - mais info em breve)
11 Mar. - Projecção filme «Al-Mu'tamid: o destino de um príncipe» (RTP-Ensina)
8 Abr. - Sessão de leitura de poemas de Al-Mu'tamid e Adalberto Alves
7 Maio - Jornada de estudos «Poesia e cultura luso-árabe»

 

Local: Biblioteca Nacional de Portugal, em Lisboa

Data e Hora: de 3 de Fevereiro a 18 de Maio, de segunda-feira a sexta-feira, das 9h30 às 19h30, e ao sábado, das 9h30 às 17h30

Preço: entrada livre

Fotografia de T Foz, via Unsplash

Se queres saber mais sobre a agenda da cultura em Portugal, clica aqui.