A Casa da Cultura, em Setúbal, inaugurou a 30 de abril a terceira exposição do ilustrador e cartoonista André Carrilho, "Dicionário da Invisibilidade". A reabertura do Espaço Ilustração, conta com as obras do artista para a mostra do mês de maio. A exposição estende-se até ao dia 28 de maio, com a apresentação do dicionário no dia 29 de maio, pelas 19h, na Galeria da Casa da Avenida.

As ilustrações reabrem o Espaço Ilustração da Casa da Cultura de Setúbal, até dia 28 de maio

"Porquê e para quê um dicionário das invisibilidades? Qual o sentido de mais um dicionário face à existência de tantos dicionários em diversas áreas, com milhões de informações sobre tudo e mais qualquer coisa? Na era digital, em que quase tudo está disponível na internet, não será um redundante exercício?". São estas algumas das questões levantadas por Mamadou Ba, um dos coordenadores do projeto, ativista anti-racista e dirigente do SOS Racismo.

Na exposição a Casa a Cultura de Setúbal, André Carrilho apresenta as suas ilustrações

"Sabemos que não vamos conseguir cobrir de forma suficientemente satisfatória todos os campos da invisibilidade do ponto de vista social, político, cultural e económico, nem de todas as épocas históricas, áreas geográficas, científicas e profissionais. Mas um dos nossos propósitos com este exercício é, sobretudo e em primeiro lugar, abrir uma brecha para a discussão e alargamento de horizontes sobre a questão da invisibilidade", afirma Mamadou. É neste contexto que a exposição das ilustrações do "Dicionário da Invisibilidade" pretende alertar para a reflexão no combate contra as invisibilidades, para os critérios de seleção e os respetivos conceitos de visibilidade e representatividade social e política.

Local: Casa da Cultura de Setúbal

Horário: 30 de abril a 28 de maio, de terça-feira a domingo, das 10h às 22h

Preço: Gratuito

Fotografias da cortesia de Casa da Cultura de Setúbal