Até ao dia 2 de setembro é possível ver “Crioulo Quântico”, uma instalação e um filme de ensaio de Filipa César “que resultou de um processo de pesquisa coletivo e que introduz vários formatos de imagem em movimento como o vídeo, o 16 mm e a animação 3D, numa abordagem sobre dinâmicas de crioulização, no seu contexto histórico e biológico”, na Gulbenkian

O filme é um dos três momentos expositivos previstos por Filipa César num caminho que inclui mais duas instituições, além do Museu Calouste Gulbenkian em Lisboa: Haus der Kulturen der Welt, em Berlim, e Tabakalera, em San Sebastian. 

Com curadoria de Leonor Nazaré e cenografia “Architextile n.2” de Lorenzo Sandoval, a exposição pode ser visitada entre as 10h00 e as 18h00, excepto à terça-feira (o dia em que o Museu se encontra encerrado). Sabe mais aqui

Local: Museu Calouste Gulbenkian, em Lisboa

Data e hora: Até 2 de setembro, entre as 10h00 e as 18h00

Preço: Entrada livre 

Still do filme «Crioulo Quântico» de Filipa César (2019)
A Gulbenkian e o Gerador são parceiros

Se queres saber mais sobre a agenda da cultura em Portugal, clica aqui.