Hoje é dia de descobrir a origem e o significado de uma nova expressão: andar mouro na costa. É curioso como, dependendo do contexto, a expressão adquire significados diferentes.

Andar mouro na costa tanto pode significar perigo iminente ou inesperado, como pode querer dizer que anda por aí novo pretendente amoroso… Talvez reconheças mais facilmente este último sentido, mas a noção de perigo esteve na origem e envolve piratas e corsários. Só mais tarde evoluiu e passou a fazer referência a possíveis pretendentes amorosos. Procuremos, então, uma razão para o seu emprego.

A origem dado expressão remonta ao tempo em que as costas de Portugal e Espanha eram atacadas por piratas do Norte de África, ajudados por espiões em terra que lhes transmitiam informações acerca dos carregamentos das caravelas, que depois eram assaltadas em alto-mar. Era uma expressão frequentemente usada quando piratas e corsários se aproximavam da costa.

De um grito de alerta, com o passar do tempo, a expressão adquiriu o significado de um novo assalto… mas desta feita ao coração de alguém! Na realidade, se ouvires um delicioso ou, quiçá, embaraçoso «Anda mouro na costa!», então, prepare-te para as explicações! Quem é mesmo o teu novo pretendente?

Despeço-me com amizade até daqui a 15 dias. Se o período já é de férias, então, aproveita bem!

Texto de Ana Salgado
Ilustração de Sérgio Neves

Se queres ler mais crónicas do Outros Quinhentos, clica aqui.