Miguel Peres, setubalense genuíno desde 1987 e alfacinha falsificado desde 2011. Em petiz lia “banha desenhada”, hoje tenta escrevê-la sem erros e muita imaginação como argumentista. Em 2011, tornou-se co-editor da antologia “Zona BD”, uma coletânea que aposta em jovens artistas portugueses e brasileiros, onde desenvolveu trabalho durante um ano.

Nesse período começou a desenvolver histórias curtas com desenhistas conceituados como Luís Figueiredo ou Miguel Mendonça (DC Comics). Em 2012, escreveu o seu primeiro álbum longo de BD “Cinzas da Revolta” (Edições ASA), com desenhos de João Amaral, que lhe valeu uma nomeação para “Melhor Argumentista do Ano” na 1ª Edição dos Prémios Profissionais de BD (Portugal). Em 2016, criou o selo editorial/agência artística “Bicho Carpinteiro” com o argumentista português André Morgado, de onde lançou o seu segundo álbum de BD “Cemitério dos Sonhos” com 4 ilustradores brasileiros (Rodrigo Martins dos Santos, Marília Feldhues, Rômulo de Oliveira e Cinthia Fujii). Esta parceria abriu igualmente as portas do mercado brasileiro com edição pela SESI/QUANTA e lançamento na Comic Con de São Paulo. Divide o seu tempo de argumentista com o de gestor de conteúdos na Direção de Comunicação da EDP, mas está sempre irrequieto a escrever novos projetos.

facebook.com/cemiteriodossonhos