No seguimento de um desafio lançado pela BoCA – Biennial of Contemporary Arts, Pedro Barateiro apresenta “A Viagem Invertida”, um performance e instalação com apresentações marcadas para 17 e 18 de abril, às 18h00 e às 21h00 (2 sessões por dia), no Teatro Nacional D. Maria II.

Tendo como paisagem a exploração das minas de lítio em Portugal, Pedro Barateiro leva para o palco uma investigação que passa também pelo livro Queda sem fim, seguido de Descida de Maleström, de Edgar Allen Poe, escrito por José A. Bragança de Miranda. 

Ao mesmo tempo que o lítio é o componente principal na fabricação de baterias de computadores, tablets e telemóveis, também é utilizado para tratar estados de depressão e bipolaridade, como estabilizador de humor. Desta forma, Pedro Barateiro parte do lítio para “iluminar a forma como diferentes narrativas se conectam, contrariando a sua apresentação habitual como fenómenos independentes”, como é possível ler no texto de João Laia. 

A Viagem Invertida conta com a interpretação de Pedro Barateiro, Lula Pena e Luís Guerra, e composição musical de Raw Forest (Margarida Magalhães). Os bilhetes já estão disponíveis no Teatro Nacional D. Maria II e na bilheteira online.

Local: Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa

Data e hora: 17 e 18 de abril, às 18h00 e às 21h00

Preço: 11€ com descontos habituais de 25%, 4€ para alunos de artes performativas

Fotografia disponível via Facebook
A BoCA e o Gerador são parceiros

Se queres saber mais sobre a agenda da cultura em Portugal, clica aqui.