No dia 22 de junho às 16h00, o Museu Coleção Berardo recebe o ColectivoFACA para a segunda conversa do ciclo “trazer a margem para o centro”. O foco são as identidades Queer na coleção Berardo.

Tendo como ponto de partida a coleção Berardo, o coletivo pretende revistar e "enquadrar numa história queer algumas obras e artistas", entre eles Duchamp, Bacon e Warhol. "A orientação sexual importa? Podemos associar artistas não-queer ao universo queer?” levantam questões para um debate que pretende desconstruir meandros da História da Arte e a visão ocidental que muitas vezes é, nas palavras do coletivo, "construída em torno de uma perspetiva heterossexual e cis-génera, hetero-cis-sexualizando as suas instituições, os seus discursos e os seus direitos.”

O ColectivoFACA trabalha em torno da forma como a cultura e a arte integram os novos debates de questões não-normativas, propondo reflexões com a comunidade. A conversa orientada por Andreia Coutinho, Laura Sequeira Falé e Maribel Mendes Sobreira requer uma inscrição prévia, que já pode ser feita aqui, e tem um limite máximo de 25 participantes.

Local: Museu Coleção Berardo

Data e hora: 22 de junho às 16h00

Preço: Entrada livre

Cartaz de ColectivoFACA disponível via Facebook

Se queres saber mais sobre a agenda da cultura em Portugal, clica aqui.