André Costa
Juliana Campos
Maria Rebela

Curadoria de
POUSIO
Maria Luísa Capela

Novos objetos são ativados pela cor presente neles, que se relacionam e criam uma disciplina lúdica, numa dinâmica intransmissível. O jogo é constante em André Costa (1989) e Juliana Campos (1995) que automatizam os seus próprios elementos e os relacionam na composição onde formam as suas narrativas em símbolos de cada jogo. Já a Maria Rebela (1995), acumula elementos descritivos de paisagem e documenta-os num espaço, entre a artista e o seu registo; onde nasce uma múltipla interpretação por quem os observa.

As motivações das obras, confluem numa lógica de elementos ao abrigo das suas pesquisas e ambições do mundo físico que transversalmente desencadeiam uma sugestiva materialidade diferente. Assinala-se ainda o espaço da linha que por vezes são delimitadoras e noutras virtuais, assumindo-se por vezes como contorno e separação; como por vezes, as formas tornadas tridimensionais seguem uma ambígua separação das formas, como se verifica em alguns momentos das peças de André Costa. Seguem-se então, espaços albergues de figuras irreais.

A expressão de cada artista não deverá entrar em conflito com as regras do jogo que até então cada expectador assim as quiser ditar: Pendentes e contemplativas. Formas sustidas em jogo. Objetos redutos em figuras. E figuras em manchas.

1 Juliana Campos
Composição têxtil No6, 73 x 74 cm
Tecido tingido, giz e caneta acrílica, 2021

2 Juliana Campos
Composição têxtil No5, 77 x 78 cm
Tecido tingido, giz e caneta acrílica, 2021

3 André Costa
Caia Caiana, 100 x 80 cm
Acrílico s/ tecido preparado, 2021

4 Maria Rebela
Sem título, 65 x 50 cm
Óleo s/ papel, 2018

5 Maria Rebela
Sem título, 65 x 50 cm
Óleo s/ papel, 2018

6 Maria Rebela
Sem título, 29x 23,5 x 3,5 cm
Acrílico e cola branca s/ tela, 2021

7 Maria Rebela
O lugar da montanha, 152 x 121cm
Óleo s/ tela, 2019

8 André Costa
O Meu Sol, 30 x 30 cm
Acrílico s/ tecido preparado, 2021

9 Maria Rebela
Sem título (RS), 35 x 48 cm
Acrílico s/ papel, 2021

10 Juliana Campos
Composição têxtil No7, 77x 77 cm
Tecido tingido, giz e caneta acrílica, 2021