Gerado para Metro de Lisboa

O Primeiro Passo foi a iniciativa de celebração dos 70 anos do Metro de Lisboa, em 2018, criada pelo Gerador.

O racional era simples: há 70 anos atrás, em 2018, o Metro de Lisboa deu o primeiro passo para mudar Lisboa. 70 anos depois, chegou a vez do Metro impulsionar 5 artistas portugueses a dar o primeiro passo para mudar Lisboa durante um dia.

A 26 de janeiro de 2018 cinco estações de metro distintas receberam, à mesma hora, cinco iniciativas dedicadas a áreas artísticas diferentes: dança, música, arte urbana, cinema de animação e Instagram. Sempre com artistas nacionais.  

A bailarina Carlota Rodrigues, a instagrammer Marta Ferreira, a artista visual Maria Imaginário, a realizadora Joana Imaginário e a artista musical Catarina Munhá, foram as responsáveis por, nesse dia, as estações de metro da Alameda, São Sebastião, Marquês de Pombal, Baixa-Chiado e Cais do Sodré, não serem meros locais de passagem, mas, sim, palcos de música, dança contemporânea, cinema de animação, fotografia e arte urbana.

À estação da Alameda a bailarina Carlota Rodrigues levou uma performance de dança contemporânea, no Cais do Sodré o concerto de Catarina Munhá alegrou uma das mais concorridas estações, na Baixa-Chiado a exposição fotográfica da instagrammer Marta Ferreira refletia sobre o amor, a individualidade e a cidade, em São Sebastião a cidade e a imaginação tomavam a forma de uma curta metragem de animação de Joana Imaginário e, por fim, na estação do Marquês de Pombal, a artista visual Maria Imaginário, com a ajuda de quem por lá passava, criou uma obra para demonstrar o seu amor pela cidade.

Descobre mais sobre este dia nesta reportagem.

metro-lisboa-gerador