Os portugueses Catarina Gomes e Tiago Galo vão fazer parte da exposição anual de ilustração da Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha, que acontece em junho, em Itália.

Os ilustradores integram a lista final de 77 artistas que foram escolhidos
de um universo de 303 candidatos. Destes, tinham sido pré-selecionados cinco autores portugueses (além dos dois finalistas) nomeadamente André Carrilho, Joana Estrela Barbosa, Margarida Botelho, Raquel Costa e Teresa Cortez.

De acordo com informação divulgada pela organização, os vencedores Catarina Gomes e Tiago Galo candidataram-se com obras inéditas intituladas “Little Monsters” e “Alqueva”, respetivamente.

Catarina Gomes tem cerca de uma dezena de obras publicadas, algumas em edição de autor, sendo as mais recentes “Sayid Manuel”, pela Trinta por Uma Linha, e “A migração das alforrecas”, com texto de Rui Cerqueira Coelho, editado pela Livros Horizonte.

Já Tiago Galo, que possui formação em Arquitetura, tem trabalhado em ilustração, design e arte urbana, com obra publicada em imprensa portuguesa e estrangeira e em livro ilustrado. Foi o autor da capa do número 26 da Revista GERADOR e de ilustrações dos livros “Príncipe dos mares – O golfinho comum”, de Pedro Goulão, “Amores (im)possíveis”, de Inês Meneses, e “A revolução”, de Slawomir Mrozek.

A exposição anual de ilustração é uma das iniciativas da Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha e dá a conhecer regularmente as tendências internacionais da ilustração para os mais novos. No âmbito desta atividade os ilustradores com menos de 35 anos são ainda candidatos a um prémio, criado em parceria com a SM Fundación Internacional, no valor de 12.400 euros e que inclui a edição de um livro. Em 2014, o prémio foi atribuído a Catarina Sobral.

A par da exposição que a feira do livro organiza há mais de 50 anos, será produzido um anuário com todos os autores escolhidos e, depois de Bolonha, a mostra estará em itinerância por vários países.

A feira de Bolonha acontece habitualmente entre março e abril, com mais de 1.400 espaços de compra e venda de direitos na área do livro ilustrado, e a presença de 30 mil profissionais. Em 2020, devido às restrições impostas pela pandemia ocorreu num formato reduzido, com algumas iniciativas ‘online’.

Este ano, a 58.ª edição está agendada para os dias entre 14 a 17 de junho, datas em que a organização espera já poder realizar o evento com a presença física de autores, editores e livreiros.

Texto por Sofia Craveiro e Lusa
Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal clica aqui.