Catarina Miranda lança mais um EP do seu projeto musical emmy Curl. Chama-se HomeWorks 15-19 e reúne canções que tem desenvolvido desde 2015 e que não foram incluídas no álbum ØPorto, editado em novembro de 2019.

"Chamei-lhe HomeWorks porque foram criados em casa e na minha imaginação gostaria de pensar que saíram como na capa do álbum, de debaixo d'água. Mas não. Alguns deles eu estava de pijama pela manhã, ou quando chegava a casa às 7 da manhã, depois de uma noitada. Alguns deles são feitos quando cheguei a Copenhague. Alguns deles sou eu a dizer o que penso sobre o mundo, o que sinto sobre as pessoas e sobre mim", pode ler-se no comunicado de imprensa.

Em 2018, Catarina Miranda participou no Festival da Canção com uma música de Júlio Resende, Para Sorrir Eu Não Preciso de Nada, sem associar o nome do projeto emmy Curl. Nesse mesmo ano, em entrevista à Blitz, explicava que essa experiência fora muito importante para a sua carreira, porque levou muita gente a conhecê-la. “Muita gente já me perguntou porque é que não usei emmy Curl como nome de concorrente, mas acho que é tão melhor quando vejo que as pessoas foram à procura e me descobriram – e eu vejo nelas o entusiasmo de me terem descoberto! Eu identifico-me muito com isso: prefiro descobrir uma coisa do que ma darem a conhecer.”

Dois anos depois, HomeWorks 15-19 marca o regresso da edição de EP da compositora, produtora e multi-instrumentista, também pintora, que é natural de Vila Real. Em 2007, emmy Curl teve a edição do seu primeiro EP Ether, ao qual se somaram dois EP – Birds Among Lines (2010) e Origins (2012) – e três discos – Cherry Luna (2013), Navia (2015) e ØPorto (2019) –, entre alguns singles.

A emmy Curl pode ser descoberta aqui, na sua página bandcamp, onde estão disponíveis todos os seus trabalhos musicais. E deixamos-te as sete canções de HomeWorks 15-19, já disponíveis em todas as plataformas digitais.

Texto de Rita Dias
Fotografia via press release

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.