Sofia da Palma Rodrigues é jornalista e doutoranda em Pós-Colonialismos no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Apaixonou-se pela escrita naquela altura em que ainda se desenhavam letras em diários com folhas de papel cheirosas fechadas a cadeado. Em 2014, cofundou a Divergente, uma revista digital de jornalismo narrativo que retrata temas de interesse público e quer dar eco a vozes sub-representadas.

Ouvir e contar histórias é o que mais gosta de fazer. A título ilustrativo, a reportagem «Terra de todos, terra de alguns», uma das que assina, disponível na Divergente, foi distinguida com o Prémio Occiber 2018, New Media Writing Prize Journalism Award Shortlist 2018, Prémio Gazeta Multimédia 2019, AMI Menção Honrosa Jornalismo Contra a Indiferença 2019, Prix Europa Atualidade Shortlist 2019 e Prémio Internacional de Jornalismo – Jornalismo, Ambiente e Desenvolvimento Sustentável 2020.

No Trampolim Gerador, a jornalista Sofia da Palma Rodrigues integra o debate "Para onde vai o jornalismo", no dia 10 de setembro, juntamente com os jornalistas João Porfírio e Pedro Santos.

Trampolim Gerador volta a dar o salto de 9 a 12 de setembro e invade a Central Gerador com performances, conversas, concertos, arte urbana, gastronomia e muito mais. A organização conjunta do Gerador e da Junta de Freguesia do Lumiar traz até ao Largo das Conchas autores como Filho da Mãe, Rão Kyao, Margarida Montenÿ, Pitanga, Tiago R. Santos, Pedro Branco, Luís André Sá e muitos outros. Descobre tudo aqui.

VOLTAR À PÁGINA