Gerado para Universidade Nova de Lisboa

A Universidade Nova de Lisboa já organizava, há vários anos, um festival de música que celebrava o início do ano académico. Em 2016 convidaram o Gerador a apresentar uma proposta que fosse para além da música e que pudesse dar a conhecer vários espaços do Campus de Campolide.

Criámos, assim, o Supernova. Um festival de música e artes portuguesas, com mais mais de 30 momentos entre as 16h até às 2h da manhã, no dia 17 de setembro. A ideia passou por desmistificar certas áreas culturais que se julgam menos apelativas para o segmento etário universitário, como o teatro, a poesia, o cinema clássico, as talks, a gastronomia, a pintura ou outras, apostando na originalidade e na surpresa. 

Estas foram algumas das loucuras que aconteceram:

– Buraco Negro, um concerto às escura no parque de estacionamento com o Gabriel Ferrandini e David Maranha
– Sofá do Gin-Tonic, com leituras das obras de Mário-Henrique Leiria, por Ivo Canelas, Pedro Górgia e Raquel Strada, com uma oferta de um shot de gin, em plena reitoria ;-)
– Atelier de sexualidade, com a Carmo Gê Pereira, para falarmos do tema que mais interessa a todos
– Concerto na Igreja de Campolide, em pleno Campus, com a Melly Skug
– Matéria, um conjunto de talks descontraídas e abertas, com Tó Trips, Sejkko (o conhecido instagrammer), Quim Albergaria, Nuno Saraiva e até o Nuno do restaurante Zapata
– Sala da Terapia, com os nossos terapeutas especializados em musicoterapia, biblioterapia e filmoterapia, sempre com conselhos musicais, de livros e de filmes
– Concerto final com os Capitão Fausto

Descobre aqui o filme teaser que criámos para o festival:

O mapa do Campus de Campolide, com a indicação dos locais onde decorriam as atividades. Uma ilustração de João Moreno.

O mapa do Campus de Campolide da Universidade Nova de Lisboa, da autoria de João Moreno
supernova-agencia-gerador